Blogs Relacionados

quarta-feira, 31 de julho de 2013

Teia Encantada

Minha foto
Fortaleza, Ceará, Brazil
Construindo um repertório autoral, com criações experimentais, o "Som do Catimbó" apresenta um recorte do universo sonoro brasileiro, aproveitando suas diversas influências, difundido e ativando a memória e a espiritualidade do nosso povo. A partir de pesquisas e experiências vivenciadas por cada artista do coletivo, as composições abordam uma poética circundante onde transitam mitos e narrativas deste rico universo tecido entre o terreiro e a rua. Como nos terreiros de umbanda tem velhos, caboclos, espíritos de cura, boiadeiros que chefiam, casam e batizam seus seguidores, no Som do Catimbó essas entidades permeiam as performances que atravessam e costuram as cenas do espetáculo. O Som do catimbó estuda e desenvolve experiências sonoras contemporâneas a partir de contato com culturas ancestrais trazidas, no processo de colonização, pelos europeus, judárabes, africanos e ameríndios, misturando toré, pajelança, linha dos ciganos, sensitivos, adivinhos e médicos curadores, os chamados médicos do espaço. Tudo isso é encantaria, é o Som do Catimbó.

Oficina

Dança Contemporânea

Artes do corpo


Corpo em movimento


A maneira como o corpo é percebido, definido, sentido se altera constantemente através da história, evidenciando, no decorrer do tempo, formas de pensar e conceber características de um momento, de uma cultura, de uma sociedade. O corpo por meio de seus gestos, sua espontaneidade, sua vitalidade; revela a maneira como um povo se comporta, se relaciona ou se expressa.

Composição


A proposta é fazer a dança através da descoberta de movimentos do corpo, um livre olhar para dentro de si mesmo.

São explorados também as relações que a dança contemporânea pode estabelecer com outras artes: artes visuais, poesia, performance, teatro.

O eixo da pesquisa é o corpo, sua estrutura óssea em movimento. A observação plena da própria coordenação motora, a partir do fundamental (mecanismos, organização e percepção do movimento) estudamos a técnica de dança contemporânea, improvisação, jogos, composição coreográfica, estados corporais a partir da respiração, articulação, tensão e intenção dos movimentos, contato –improvisação, método Laban, técnica de release.


Sensações


Os estudos do corpo visam a autonomia, a confiança e a sustentação interna, que provocam permeabilidade, agilidade, prontidão e escuta durante a dança. Exploramos a relação com os outros.(com o Outro) Não existe movimento "bonito" ou "feio". Existem a presença e a disponibilidade, que possibilitam que todos os elementos fundamentais da dança adquiram maior qualidade e harmonia.


Vivendo o corpo


A experimentação dessas atividades geram bons resultados em nosso cotidiano, aliviando o desconforto físico e mental, os pontos doloridos, a musculatura tensa, os problemas de circulação sanguinea entre outras dificuldades.

Artes do Corpo é indicada para jovens e adultos, com ou sem experiência em dança , uma turma específica para terceira idade e tambem para pessoas que trabalhem nas áreas relacionadas a arte e a cultura. Músicos, bailarinos, cineastras, artista plástico, poetas, atores e arte educadores.



Orientadora . Michele de Castro Melo Tajra


michele.tajra@gmail.com

86 94155661


Socióloga, arte educadora, bailarina de formação clássica com especialização em dança contemporânea, atriz brincante, musicista e ritimista.


APOIOS

APOIOS
Os apoios do corpo na sua relação com a gravidade

Transferência de Apoios

Quando nos movemos, estamos sempre mudado a configuração dos apoios do nosso corpo. Nessa técnica, há a busca de permitir ao corpo conduzir as transferências de apoio, sem planejamento antecipado das mesmas, a partir de apoios ativos e de acordo com a organização da musculatura de um corpo, num determinado momento. Isso gera uma qualidade específica de movimento e permite a descoberta de novos caminhos internos, novos desenhos de movimento no espaço.

Existe diferença entre dança moderna e dança contemporânea? Qual seria?

Sim. existe diferença, apesar do forte paralelismo, a dança contemporânea diferencia-se da moderna por não obedecer a técnicas ao pé da letra. A dança moderna tem diferentes técnicas ligadas a vários coreógrafos, como Martha Graham, Doris Humphrey ou José Limon. "A contemporânea não tem a obrigação de utiliza-se dessas técnicas, a contemporânea é a liberdade de expressão do bailarino. Não há mecanismos definidos, há antes processos e formas de criação. Parte-se de métodos desenvolvidos por bailarinos modernos, como improvisação, contacto-improvisação para uma construção personalizada da criação.


Estudamos Possibilidades de Desbloqueio das Tensões

Autoconhecimento e autodomínio são necessários para expressão pelo movimento.

Sem atenção não há possibilidade de autoconhecimento e expressão.

É preciso buscar estímulos que gerem conflitos e novas musculaturas, para ascessar o novo.

Das oposições nascem o movimento.

A repetição deve ser consciente e sensivel

A dança está dentro de cada um.

O que importa não é decorar passos, formas, mas aprender caminhos para a criação de movimentos

Dança é vida

Possibilidades

Possibilidades
Foto Michele tajra